VEJA DICAS DE COMO RESISTIR AO DESEJO POR ALIMENTOS CALÓRICOSpor Redação


Sexta-feira, 07 de Dezembro de 2012

Quem vive de dieta ou se preocupa em manter uma alimentação balanceada e saudável certamente já passou por uma situação em que não conseguiu controlar o desejo por um alimento gorduroso e cheio de calorias. A sensação que dá é que todo o tempo gasto na esteira e os dias com o regime controlado vão por água abaixo, certo? A verdade é que essa compulsão pode ter explicação e estar relacionada a questões emocionais.
Por anos, cientistas têm tentado descobrir como os desejos alimentares desafiam a lógica da nutrição e fazem com que pessoas que têm consciência do que é saudável acabem optando por uma junk food.
Recentemente, pesquisadores da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, chegaram perto de uma resposta. É que o estudo apontou que pessoas obesas resistem menos a alimentos altamente calóricos do que os magros, principalmente quando estão com fome. Isto porque, de acordo com análises cerebrais feitas com pessoas magras e obesas, quem estava no peso ideal e via fotos de alimentos calóricos mostrava uma maior atividade na região usada para controlar o impulso; enquanto os obesos apresentavam pouca atividade na mesma zona.
Embora esse resultado seja interessante, ele não explica porque pessoas magras algumas vezes também têm essas compulsões e desejos incontroláveis por alimentos gordurosos. De acordo com a psicoterapeuta americana Dorothy Virtude, especializada em transtornos alimentares, essas compulsões estão diretamente relacionadas aos nossos problemas emocionais.
Para ela, cada sentimento, como estresse, ansiedade, raiva ou vergonha nos impulsiona a desejar um tipo diferente de alimento. Por exemplo, se você está estressado, tende a desejar alimentos crocantes e assim por diante. Veja a relação dos desejos alimentares e seus significados:
Alimentos crocantes
Se você está estressado, ressentido ou frustrado, é provável que você tenha mais desejos por alimentos crocantes, como batatas fritas, pipoca, bolachas, etc. É que cada mordida nos alimentos crocantes servem como uma saída para aliviar a tensão.
Alimentos cremosos
Nós desejamos alimentos cremosos como sorvete quando nos sentimos ansiosos, inseguros, envergonhados e culpados. Isto porque esses alimentos podem fornecer uma sensação relaxante. A explicação é que uma substância chamada colina e encontrada no leite tem um efeito calmante no corpo. O leite também contém triptofano, que participa da formação da serotonina, substância que dá sensação de bem estar.
Alimentos mastigáveis
Se você está com ciúmes, confuso ou indeciso, é provável que você tenha desejo por alimentos mastigáveis como balas e chicletes. É que o desejo de ficar mastigando está relacionado a crença de que a mastigação vai liberar a tensão e te ajudar a trabalhar a sua confusão e indecisão.
Alimentos picantes
Desejos por alimentos picantes podem estar relacionados ao fato de que você busca novidades e mudanças na sua vida. Vários pesquisadores têm relacionado a "busca de sensações" com a vontade de comer alimentos picantes e comidas exóticas.
Carboidratos
Quando estamos estressados, com medo ou tensos também estamos mais propícios a comer carboidratos como pão, massa e arroz. Isto porque nessas situações, nosso cérebro produz o hormônio cortisol, que, consequentemente, estimula a produção do neuropeptídeo Y, uma substância que aumenta o desejo por caboidratos.
Bolos e biscoitos
A compulsão por carboidratos doces são semelhantes aos de pão, arroz e massas. Ambos produzem emoções bastante reconfortante.
A ânsia de biscoitos, bolos e tortas reflete um desejo de conforto e segurança, mas também pode sinalizar uma resistência a fazer algo (você pode se consolar com a delícia doce para evitar algo que você não quer fazer).
Chocolate
Chocolate é um dos desejos mais comuns, particularmente entre as mulheres. Isso porque o chocolate contém a mesma substância química - feniletilamina - que seu cérebro produz quando você está apaixonada. É por isso que nós sentimos desejo de chocolate quando estamos carentes ou decepcionados com algum caso amoroso que não deu certo.
Além do mais, o alto teor de gordura também alivia os sentimentos de insegurança, vazio e solidão, enquanto a textura cremosa aliviar quando você precisa de conforto e a crocante quando está irritada. Chocolate também estimula a produção de serotonina e promove sentimento de calma e bem estar.

Como combater esses desejos por comidas calóricas:
- Praticar exercícios físicos de três a quatro vezes por semana e procurar realizar atividades relaxantes como uma boa caminhada, passeio no parque, uma sessão de massagem, ou qualquer outra atividade que proporcione prazer à pessoa;
-Tentar entender o seu desejo. Você está tentando aliviar um sentimento através da comida? Talvez seja melhor resolver seu problema emocional e não ficar descontando na alimentação;
- Discutir a relação. “Isso pode parecer piada, mas é uma dica muito importante. Quando a pessoa, principalmente a mulher, coloca para fora os assuntos que estão incomodando, irritando ou atrapalhando sua vida, automaticamente ela já se sente mais aliviada, mais compreendida e mais feliz, mesmo que a outra pessoa nem dê ouvidos a ela”, explica o endocrinologista Filippo Pedrinola.

Comentários