quinta-feira, 28 de outubro de 2010

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

As Cores da Saúde

Roxo - Os alimentos de cor roxa fornecem muita antocianina, um antioxidante que combate doenças cardiovasculares e câncer.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Exercícios para memória

Adultos com problemas de memória que participaram de um programa de atividade física em casa experimentaram uma melhoria na função cognitiva em comparação com aqueles que continuaram sedentários. A conclusão é de um estudo publicado no Journal of the American Medical Association (Jama).
Nicola Lautenschlager, da Universidade de Melbourne, na Austrália, e colegas conduziram um experimento controlado para verificar se a intervenção da atividade física seria capaz de reduzir o declínio cognitivo e o risco de demência entre 138 adultos com mais de 50 anos.
Todos os participantes haviam relatado problemas de memória e foram distribuídos aleatoriamente em dois grupos, um de cuidados comuns e outro que incluía um programa de 24 semanas de atividades físicas.
O objetivo da intervenção, segundo os pesquisadores, era encorajar os participantes a realizar pelo menos 150 minutos por semana de atividade física de intensidade moderada, divididos em três dias. A atividade mais freqüentemente recomendada foi caminhar.
O programa resultou em 142 minutos a mais de atividades físicas por semana quando comparado com o outro grupo. As funções cognitivas foram medidas por meio de uma escala usada em pacientes com Alzheimer, composta por uma série de testes, durante 18 meses.
Os cientistas verificaram que, ao fim do período, os participantes do grupo que se exercitou apresentaram maiores notas na escala, conhecida como Adas-Cog. Também apresentaram menores notas do que o outro grupo em um índice para medir demência.
“Pelo que sabemos, esse é o primeiro estudo a demonstrar que o exercício melhora a função cognitiva em adultos mais velhos com pequenas perdas cognitivas. Os benefícios da atividade física eram aparentes após seis meses e persistiram por pelos menos 12 meses após a intervenção ter terminado”, descreveram os autores.
“A média de melhoria 0,69 ponto na escala Adas-Cog em 18 meses, em comparação com o outro grupo, é pequena, mas importante potencialmente quando consideramos a quantidade relativamente modesta de atividade física a que os participantes se submeteram”, afirmaram.
Segundo eles, ao contrário de medicamentos, a atividade física tem a vantagem dos benefícios à saúde que não se restringem apenas à função cognitiva, mas em outros pontos como depressão, qualidade de vida, diminuição de quedas e função cardiovascular.
Fonte: Agência Fapesp

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Caderno de Receitas: Patê de frango light

Ingredientes
200g de filé de frango
1 dente de alho, colorau ou açafrão, sal e ervas à gosto
100g de tomate sem pele e sementes
50g de cebola ralada
100g de requeijão light

Modo de Preparo
Refogar o frango picado com o alho, cebola, colorau e ervas. Temperar com sal.
Acrescentar o tomate em cubinhos e deixar cozinhar até reduzir a água.
Triturar no processador. Acrescentar o requeijão.

Serve como recheio para sanduíches naturais, empadas e barquetes.

Valor Calórico: 20 calorias por colher de sopa (25g)
Rendimento: 500g

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Pessoas portadoras de SAN apresentam sono de pior qualidade

Notícia publicada pela Agência USP, no endereço http://www.usp.br/agen/

As pessoas portadoras de Síndrome Alimentar Noturna (SAN) apresentam sono de pior qualidade e menos eficiente, além de um aumento no número de despertares no meio da noite. A SAN é um transtorno do comportamento alimentar caracterizado pela ingestão inadequada de alimentos à noite, seja por acordar ao longo da madrugada para comer, seja pela maior concentração do consumo no período noturno. “Portadores de SAN relatam aumento do consumo alimentar, usualmente após o jantar, ou apresentam despertares noturnos, para comer ou beber”, explica o médico psiquiatra Alexandre Pinto de Azevedo, autor de um estudo sobre a síndrome.
Segundo ele, a maior parte da ingestão alimentar deve ocorrer entre 10 e 19 horas, com uma distribuição adequada do consumo durante o dia. “Na SAN, há uma concentração elevada da ingestão de alimentos no período noturno quando comparado à população normal”, declara.
Segundo a pesquisa Comportamentos alimentares noturnos inadequados: caracterização clínica e polissonográfica, realizada na Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), é comum que a pessoa também tenha, além desta síndrome alimentar, outro transtorno psiquiátrico.
Dos voluntários portadores de SAN que participaram da pesquisa, 71% tiveram ao menos um diagnóstico psiquiátrico. Os transtornos de humor, doenças que determinam sentimentos de tristeza ou de euforia, foram os de maior prevalência, seguidos dos transtornos ansiosos, cujo sintoma principal é a ansiedade em níveis superiores aos aceitáveis pela medicina. Azevedo ressalta, entretanto, que não há uma relação causal entre a SAN e esses transtornos: “Ainda não é possível definir como estes transtornos co-mórbidos (que ocorrem ao mesmo tempo) influenciariam uns aos outros.”
Em relação à eficiência do sono, a pesquisa realizou avaliação de polissonografia — exame no qual um polígrafo avalia o padrão de sono da pessoa, que é monitorado quanto a sua atividade elétrica cerebral, movimentos corporais, atividade respiratória e cardíaca. A avaliação revelou um aumento do índice de micro-despertares em quase 82% dos participantes, com redução da eficiência do sono abaixo da faixa considerada normal em 45% deles.

Obesidade
Também foi identificada pela pesquisa uma prevalência de pacientes portadores de SAN com sobrepeso ou obesidade. A explicação para isso é o fato de no período noturno o corpo ficar em atividade metabólica basal, ou seja, com um mínimo de gasto energético em suas funções. “Imagine uma pessoa ingerindo cerca de 50% da quantidade total diária de calorias após as 19 horas, incluindo-se despertares a partir do sono para comer. Certamente, um consumo elevado durante este período levará ao aumento de reserva energética na forma de depósito de gordura e, por consequência, ao ganho de peso”, pondera Azevedo.
Atualmente, ainda não foram descobertos os principais fatores causadores de SAN. Predisposição genética, estresse de diversas ordens e alterações dos moduladores do sono, do apetite e de neurotransmissores cerebrais são hipóteses especuladas como causas da síndrome. Existem, entretanto, formas de tratar a doença. A sertralina é a medicação mais indicada, pois regula o padrão alimentar noturno com redução dos despertares. A trazodona e o topiramato também são medicamentos que controlam o impulso alimentar e regularizam o padrão de sono. Azevedo completa: “Usualmente, medicamentos são suficientes no controle dos sintomas de SAN, sem a necessidade de tratamento nutricional ou psicoterápico.”

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Dica de Beleza

A bucha vegetal é ótima para remover as células mortas. Mas, não esfregue com força, e faça isso apenas 2 vezes por semana, para não irritar a pele.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Os benefícios da vitamina A

Assim como a letra A do alfabeto representa a primeira letra, a vitamina A recebeu essa denominação por ter sido a primeira substância a integrar a categoria de fator essencial do organismo.
Funções
A vitamina A exerce numerosas funções importantes no organismo, atuando no crescimento e desenvolvimento do esqueleto, dentes e partes moles. Para essa propriedade, a forma ativa se dá como ácido retinóico. Também essa mesma forma é importante para o desenvolvimento e manutenção do tecido epitelial (pele e mucosa). Para a visão, a vitamina A é essencial fazendo parte da púrpura visual, pois o retinol vai combinar- se com a proteína opsina para formar a púrpura visual (rodopsina) nos bastonetes da retina dos olhos, que tem por função a visão na luz fraca ou noturna.
Deficiência
A carência de vitamina A provoca queratinização das mucosas do trato digestório e urinário e lesões de pele. Porém, a mais reconhecível é a Xeroftalmia (Dificuldade na visão principalmente à noite), mas só quando a deficiência é grave.
Fontes de Vitamina A
Fígado, manteiga, leite, gema de ovo, frutas (fontes de caratenoíde) cenoura, tomate, pimentão, espinafre, chicória, etc.

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Saiba mais sobre os carboidratos

Os carboidratos são fontes de energia para os tecidos do corpo. Asseguram a eficiente utilização de proteínas e gorduras.
Onde encontrar: arroz, milho, farinhas, pães, frutas e açúcar

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Noite Tropical


Para apresentar aos clientes o novo espaço do setor de Hidroterapia, o SPA MED Sorocaba Campus organizou uma Noite Tropical, na última segunda-feira (11), com muita música, dança e brindes especiais. Divertiu a todos!

Ao ar livre, música...

... e coquetéis para os clientes!

O recreador Milton entreteu a todos "cuspindo fogo"
Foram sorteados diversos procedimentos...

... e os felizardos puderam usufruir de tratamentos relaxantes!

Relax!

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Dia das Crianças


O SPA MED Sorocaba Campus comemorou o dia das crianças em grande estilo. Logo pela manhã, os clientes puderam se divertir numa hidroginástica especial, com música ao vivo e muita animação!


Na hora do almoço, os clientes puderam voltar aos tempos de infância com o presente que receberam do SPA MED. Todos ganharm um kit com brinquedos clássicos como corda, pião e bolhas de sabão. As crianças receberam o kit em uma sacola especial!

Os clientes recebem seus presentes de dia das crianças...



... e adoram!

As crianças receberam kits especiais



Diversão garantida para Cauan Machado, a recreadora Lika, Mariana Machado e João Victor Araújo

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Dica de beleza

Chá de camomila acalma a pele e abre os poros. Ferva, em uma panela, água e adicione o chá, isso facilitará a limpeza.

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Ronco e Apneia Obstrutiva do Sono

Artigo assinado pelo Dr. Fábio Tadeu Moura Lorenzetti

O ronco e a apneia do sono são problemas muito frequentes na população em geral, principalmente em indivíduos que estão acima do peso. São afecções mais comuns no sexo masculino, porém as mulheres não estão livres do problema.
Além do desgaste e do constrangimento causados pelo ronco, alguns indivíduos possuem apneias associadas, ou seja, param de respirar enquanto dormem. Se uma pessoa apresenta mais de 5 eventos respiratórios por hora de sono acompanhados de sintomas como sonolência diurna, a doença é chamada de Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS). Por outro lado, quando o número de eventos é inferior a 5 por hora, não havendo queda importante da taxa de oxigênio sanguíneo, denomina-se Ronco Primário.
Na região da faringe (garganta), há uma vibração de tecidos durante a passagem do ar gerando um ruído (ronco), podendo obstruir parcialmente o fluxo de ar (hipopneia) ou chegar a um completo colabamento desta região (apneia obstrutiva). Estes pacientes apneicos geralmente não conseguem atingir um sono profundo e repousante. Desta forma, costumam acordar cansados e ter muita sonolência durante o dia, mesmo que durmam um número adequado de horas por noite. Além disso, indivíduos acometidos podem apresentar dor de cabeça, irritabilidade, queda do rendimento intelectual, impotência sexual e muitos outros sintomas. Estão sujeitos a sérias complicações de saúde: cardiovasculares, pulmonares, neurológicas, psíquicas, etc.
Estudos indicam que o número de acidentes automobilísticos em pacientes com SAOS é 7 vezes maior do que na população geral, principalmente em virtude da sonolência. Acidentes de trabalho também são freqüentes.
As pessoas que possuem algumas destas queixas, inicialmente, devem realizar uma consulta com médico especialista para fazer um diagnóstico correto e avaliar a gravidade do problema. Para isso, muitas vezes, o médico precisa do auxílio de exames subsidiários como a Polissonografia (que monitoriza o paciente e registra uma noite de sono) e a avaliação endoscópica das cavidades nasais e da faringe.
Além de medidas comportamentais, como corrigir hábitos alimentares, praticar atividade física e regularizar os horários de sono, existem vários tratamentos disponíveis para o ronco e para os distúrbios respiratórios do sono:

• Geradores de fluxo aéreo: o CPAP (Continuous Positive Airway Pressure) é um aparelho que a pessoa coloca para dormir, o qual fornece uma pressão aérea positiva através de uma máscara, evitando o colabamento das vias respiratórias. Existem ainda outros aparelhos (BiPAP, C-Flex, Auto-set,...) com sistemas semelhantes, porém mais sofisticados;
• Aparelhos intra-orais: os mais utilizados são os que promovem avanço da mandíbula enquanto o paciente dorme. São confeccionados por dentistas especializados;
• Procedimentos Cirúrgicos sob anestesia local: Radiofreqüência, Laser (LAUP), Injeção Roncoplástica e Implantes palatais;
• Cirurgias sob anestesia geral (diversas técnicas): Nasais, Faríngeas ou Esqueléticas.

Somente após avaliação individualizada do paciente, o médico poderá indicar o(s) melhor(es) tipo(s) de tratamento(s) para cada caso; Os resultados bem-sucedidos dependem muito desta indicação adequada. Além do tratamento específico, quando o paciente está cima do peso, a perda ponderal é sempre benéfica. Desta forma, os pacientes ficam satisfeitos e seus parceiros, muito mais.

Dr. Fábio Tadeu Moura Lorenzetti, CRM 95864, é responsável pelo Setor de Otorrinolaringologia e Medicina do Sono do Spa Med Campus Sorocaba ; Otorrinolaringologista pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HC-FMUSP); Título de Especialista pela Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial ; Título de Medicina do Sono pela Associação Brasileira de Sono / SBSono ; Coordenador do Hospital de Otorrinolaringologia de Sorocaba/ BOS; Observership - Advanced Center for Specialty Care (Chicago-USA); Observership - Medical College of Wisconsin (Milwaukee-USA); Observership – Stanford University (Palo Alto-USA); Pós-Graduando (Nível Doutorado) no HC-FMUSP

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Caderno de Receitas: Cozido de Legumes

INGREDIENTES
- 2 cubos pequenos de frando ou carne
- 1 cebola pequena
- 1 dente de alho Batata 1 unidade pequena
- 1 unidade de vagem
- 1 cenoura pequena
- 1 folha de repolho
- 4 cubos médios de abobrinha
- 3 folhas de escarola
- ½ unidade de chuchu
- 1 tomate pequeno

MODO DE PREPARO

Coloque na água fervente o repolho, vagem, cenoura e o chuchu junto com a cebola , o alho e colorau a gosto. Deixar cozinhar por 20 minutos. Depois, acrescente abobora, batata, abobrinha, escarola e por último o tomate. Deixe cozinhar por 5 minutos.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Saiba mais sobre o Magnésio

É o quarto elemento mais abundante no organismo. É encontrado em castanhas, frutos do mar, vegetais de folhas verdes, frutas e produtos de cereais integrais.
O organismo armazena 50 a 60% do magnésio no sistema esquelético ,o que pode funcionar como reserva durante curtos períodos de deficiência alimentar.
O magnésio desempenha um papel importantíssimo em vários processos fisiológicos, incluindo funções neuromusculares, cardiovasculares e hormonais.
Os sintomas de sua deficiência incluem apatia, fraqueza, tremor e contrações musculares, além de cãibras e arritmia cardíaca.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Dica de Beleza

Temos que começar a nos cuidar cedo para evitar a oleosidade e a flacidez. A água QUENTE deixa a pele seca! Dê sempre preferência a banho morno, use sabonetes de glicerina, ou mesmo aqueles de bebê, que são mais suaves e não agridem a pele. E não use o sabonete em excesso!

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Batendo uma bolinha!


Que tal um joguinho de tênis? Essa foi a pedida, na última quinta-feira (30), dos clientes Manuel Augusto, Evandro Oliveira, Carlos Eduardo, Wallace Silvestre, Felipo Severo e Fábio Fortes. Eles decidiram aproveitar o dia para disputar um torneio aqui no SPA MED, que teve como vencedor... A chuva!
Isso mesmo! A chuva, que tinha ameaçado o início do torneio, deu uma trégua para que tivessémos a definição dos competidores que iriam para a semi-final e a final do dia seguinte. Manuel, Evandro, Carlos e Fábio se saíram bem e avançaram na competição. Porém, o tempo fechou e a chuva eliminou qualquer expectativa de o torneio avançar. Mas, que diferença isso faz quando a diversão é predominante? Nenhuma! Pensando bem, não foi a chuva que venceu, e sim a diversão!


Da esquerda para direita: O recreador Filipe e os clientes Fábio Fortes, Felipo Severo, Carlos Eduardo (em pé); e Evandro Oliveira, Wallace Silvestre e Manuel Augusto (agachados)

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Pesquisa revela desinformação de mulheres sobre câncer de mama

Reportagem extraída do site Agência Brasil - http://agenciabrasil.ebc.com.br/

O câncer é a doença mais temida pelas mulheres brasileiras. No entanto, grande parte delas está desinformada com relação a uma das formas mais comuns da doença: o câncer de mama. As conclusões constam de pesquisa feita pela Instituto Ipsos, sob encomenda do Instituto Avon.
O levantamento, divulgado hoje (29), em São Paulo, aponta que a falta de informação ainda é um dos grandes problemas no combate à doença, que causa a morte de 11 mil mulheres por ano.
De acordo com o levantamento, apesar de o câncer ser a doença que mais mata mulheres no país, 39% das brasileiras acreditam estar imunes a ela. Das mil entrevistadas em 70 cidades, 22% acham ainda estar imunes, pois não têm casos de câncer na família. Entretanto, 90% dos casos de câncer não têm relação alguma com a hereditariedade.
“Isso é preocupante”, disse o diretor da Ipsos, Paulo Cidade, referindo-se ao fato de que a mulher, segundo o levantamento, não se preocupa, não busca informações, não vai ao médico e não faz os exames para detectar a doença.
A pesquisa constatou que só 35% das mulheres fazem o autoexame da mama pelo menos uma vez por mês. Já as mulheres com mais de 40 anos, que têm mais chances de ter a doença, são as que menos vão aos ginecologistas para fazer exames de rotina. “São essas mulheres que mais deveriam ir”, afirmou Cidade.
Para ele, as conclusões da pesquisa mostram que as campanhas de conscientização precisam mudar. Para Cidade, mais que simplesmente falar de riscos e da importância de exames, as propagandas precisam se adaptar ao universo feminino para serem mais efetivas.
“As mulheres são vaidosas, temem o câncer. Isso tudo precisa ser levado em conta”, disse Cidade. “Não basta mostrar quem está no grupo de risco e incentivar o autoexame.”